Quinta-feira, 14 de Outubro de 2004

PECADOS ZAPATEROS

zapatero.jpg

Já aqui fiz o elogio da governação de Zapatero e do novo posicionamento que a política deste governo socialista de Espanha está a trazer de boa novidade.

Mas como nenhuma bela consegue evitar o senão, lamento aquilo que, no meu ponto de vista, são as duas grandes nódoas zapateras visíveis na política externa espanhola:

- O recuo de Zapatero na pressão democratizadora sobre Cuba e que o Fumaças destacou. Este alívio na pressão sobre Fidel, até agora praticada pela EU, em que a Espanha quererá marcar trunfos (pois, os interesses da hotelaria espanhola na Ilha…), aparecendo como terceira via e distanciando-se da política comunitária, demonstra fraqueza e, dessa fraqueza, Fidel extrairá a leitura de que tem as mãos mais livres para continuar a oprimir e a reprimir.

- A cobertura que a Espanha está a dar aos militaristas da NATO (aqui equilibrando, perante a Administração Bush, o ónus da posição quanto ao Iraque?), tentando que a admissão da Turquia na EU passe disfarçada e distraidamente, alimentando a vertente de reduzir a EU a uma cúpula que toma decisões administrativas enquanto as populações calam e consentem. No caso, consumando a grande operação de reduzir a EU a um suporte económico e social da geoestratégia da NATO.
publicado por João Tunes às 15:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds