Segunda-feira, 11 de Outubro de 2004

MARGARIDA

flora8v1.jpg

Entre queixas várias, umas fundamentadas, mas outras, muitas mais, por causa da vitimização que serve de unguento à auto-estima, que tenho para com a lei da minha vida, conta-se a de considerar que tenho a memória tão sobrecarregada, qual pc de geração envelhecida, que muitos registos e pessoas, sobretudo pessoas, adormeceram (repito, disse adormeceram) (repito, disse adormeceram, não disse morreram) nas brumas do nevoeiro dos tempos da vida passada e gastas a construir um esqueleto do estar.

Tenho a memória tão cheia, tão cheia, que o remédio para me reprogramar com viço e bites sedentos de performance, passava por formatar o disco. Sei que era remédio santo, pois era. Mas ia perder afectos e malquerenças, ambos mui estimados e companheiros no equilíbrio. E depois ficava com uma data de placas electrónicas frescas como um molho de alfaces acabadas de colher, ou então, pior, como uma re-virgem acabada de sair dos feitos das artes cirúrgicas de reconstrução, em vez de apresentar estes nervos, veias e bílis, muito meus mas já em péssimo estado de apresentação e de função. Pois ficava, mas perdia ficheiros que me iam sentir tão nú como quando vim ao mundo. Não caio nessa. Porque, acreditem, eu sou um casto hereje disfarçado de libertino pio.

Há quantos anos perdi a memória completa e aceitável do meu passado estudantil. Nem tudo desapareceu, é verdade e ainda bem. Mas muitas peças, provavelmente algumas bem preciosas (porque há peças que são pedras), se derreteram pela erosão da desertificação, feita de afagos e umas tantas chapadas, muitas delas bem dadas por merecidas (mas outras, nem por isso).

Isto vem a propósito de quê, oh (eu) anarquista presunçoso, narcisista e armado aos cucos? Pois bem, eu conto. Uma voz límpida e talentosa aqui da blogosfera, uma margarida veio-me dizer: eu bem te topo, andaste comigo nos tempos de estudante (ai, os disparates meus que ela deve saber de mim), apanhei-te e vou-te linkar!. E linkou-me mesmo. E eu retribuí. E o seu asseado e bem esgalhado blogue (estimulante como poucos), muito boa companhia me passou a fazer. E faz.

E eu fico para aqui, na vergonha da memória gasta, a lamuriar: quem és tu Margarida?. Não digas, se não te apetecer. Há silêncios da distância que valem mais que a exuberância do espectáculo do abraço. Sei eu e sabes tu melhor ainda, porque és mulher de respirar poesia. E a quebra do recato é veneno para a inspiração. O bem já ninguém mo tira: não sei se alguém reparou, mas há uma margarida que agora me enfeita a frontaria. Vou ter de melhorar as maneiras para a merecer. Desconfio que não consigo, bruto de memória gasta que eu sou. Mas tentarei, juro.
publicado por João Tunes às 16:06
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Joo a 12 de Outubro de 2004 às 11:58
Pois afinal, a memória não está tão gasta quanto parecia. Fui foi enganado. Embora desconfiado de quem se tratava. E fica esclarecido: eu não conheci nenhuma Margarida nem com ela partilhei estudantadas nem vizinhanças de morada. Tive foi o privilégio de acamaradar e partilhar boa amizade com uma Guida de que guardo excelente e terna lembrança. E com dela, vem-me também a recordação e a saudade do meu grande amigo Zé. E fico-me por aqui que ainda borro isto tudo com lamechices. E não vou fazer a figura triste de desatar para aqui a recuperar com beijos e abraços as saudades e as boas lembranças, agarrado a uma flor que acabei de plantar no blogue. Iam dizer que tinha pirado e lá se iam os restos de credibilidade das minhas sentenças. A blogosfera também tem disto. Pois tem. E voltemos às boas e contidas maneiras: abraço amigo, querida Margarida.


De Margarida A. a 11 de Outubro de 2004 às 22:34
Ó rapaz, isto deve ser da idade! Tu não me reconheceste e eu só agora li bem o último parágrafo... Pois bem, A.=Alves, aturámo-nos mutuamente no IIL e, largos anos depois, em Benfica. Topas agora? ;))


De Margarida A. a 11 de Outubro de 2004 às 20:00
Obrigada, João. Pensei que não me reconhecias aqui, nestas andanças, tantos anos idos sobre outras que partilhámos. Um abraço.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds