Terça-feira, 30 de Novembro de 2004

RAÚL RIVERO FOI LIBERTADO !

capt.hav10211301528.cuba_dissidents_released_hav102[1].jpg

Agora, o combate continua para que todos os prisioneiros por opinião saiam dos cárceres de Fidel Castro. Nem mais um preso político!

Adenda 1:
Para conhecer a posição da organização ”Repórteres Sem Fronteiras”, recomendo a leitura deste post do Fumaças. E é justo que sublinhe que o João Carvalho Fernandes foi o bloguista que, com maior persistência, se bateu pela libertação dos presos políticos cubanos.

Adenda 2:
Claro que não vou incomodar a tranquila consciência dos que silenciaram o martírio de Raúl Rivero e dos seus companheiros. Provavelmente, até dirão que, afinal, Fidel não é tão mau como parecia e que o regime cubano mostra sinais de regeneração, assim lhe passem a mão pelo pêlo como fez Zapatero. Segundo esses, mais outros, Fidel, a Revolução, os afectos e os mitos românticos, recomendam-se, Raul só esteve dentro ano e meio (na condenação que teve a vinte anos de perda de liberdade, aquilo foi uma passagem), patati, patatá, malandro do Bush, patati, patatá, viva o Che, venceremos, venceremos, pátria ou morte, patati, patatá. Cada um é como cada qual.

(na foto, Rivero pouco depois de ser libertado, na companhia da mulher e da filha)
publicado por João Tunes às 17:57
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

QUEM DIRIA…

rep.JPG

“Existe hoje na sociedade portuguesa a sensação, para não falar em certeza, de que os políticos deste País vivem uma situação patológica de autismo permanente que os torna completamente alheios à realidade social, política e económica, sendo este Governo o melhor exemplo desse estado de alma nacional.”

Isto é o que diz um militante da direita demoliberal. Aqui. Leio e concordo. Estará fechado o círculo do consenso?

Provavelmente, quando chegar a altura da recomendação dos medicamentos adequados para a doença, vamos ter desentendimento garantido, eu e o Jorge Afonso. Até lá, celebremos. Porque as oportunidades não serão muitas.
publicado por João Tunes às 12:50
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Novembro de 2004

OS VAGARES DE SÓCRATES

Ragmala[1].jpg

Vital Moreira, personalidade arguta, serena e pragmática, dá uma interpretação terrível para a falta de pressa de Sócrates em que este país se alivie da incompetência e descontrole a que, neste momento, está entregue a missão de governar.

Inclino-me a que tenha razão. Infelizmente, teremos jogo de política feita com a frieza de um experimentado jogador de xadrez. Confirmando que a política cada vez é menos assunto para cidadãos. Já não era da parte do governo, temos agora o cinismo da oposição em fazer render o peixe, segundo estreitos interesses partidários.

Pois, sobra sempre para o mexilhão…
publicado por João Tunes às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

OPERÁRIOS, CANUDOS E GUITARRAS

Image052[1].jpg

Não se trata de ser ou não operário. Ser letrado ou iletrado. Autodidacta ou com canudo. Afinador de máquinas, engenheiro ou doutor.

É uma questão de projecto e de talento. Olhar para frente ou olhar para trás. Abrir ao mundo ou preferir a seita.

Ir buscar a profissão que não se utiliza há trinta anos é coisa de pergaminho de aristocracia vanguardista. Ou desculpa. E quando se recorrem a desculpas antecipadas, mal vai a procissão e pior o sujeito debaixo do pálio. Ou então é o apelo ”desculpem lá qualquer coisinha….” antes de se meter a unha na guitarra.
publicado por João Tunes às 18:36
link do post | comentar | favorito
|

CUBA

_40575071_041128cuba203a[1].jpg

Boas notícias chegam de Cuba. Nos últimos dias, vários presos políticos foram transferidos para Havana. Segundo notícias, seis dos setenta e cinco dissidentes presos por delito de opinião (alguns condenados a vinte e cinco anos de prisão) já foram postos em liberdade condicional. Há confiança que, cedendo às pressões vindas de todo o mundo, o regime castrista liberte mais alguns, incluindo o mais conhecido, o jornalista e poeta Raúl Rivero.

Não se pode dar descanso aos carcereiros das opiniões.
publicado por João Tunes às 18:14
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 28 de Novembro de 2004

NO POUPAR É QUE ESTÁ O GANHO

salsa2[1].jpg

Não me apetece falar de Cavaco. Idem com Guterres. São personagens que não me inspiram a mínima inspiração. Não sei porquê, sinto-me infinitamente medíocre a falar deles.

(Quase tanto como me sinto a falar desse Jerónimo que reduz a política a um leilão de oferendas, no intervalo de um baile de bombeiros na Cintura Industrial de Lisboa, para angariação de fundos para comprar um novo pano de bilhar, mais um par de baralhos de sueca, para o património da Sociedade Recreativa de Pirescoxe.)

Provavelmente, vou ter de falar deles. Até do Jerónimo. Mas, entretanto, folgam as costas. Sobretudo quando o que há a dizer, está dito. Obrigado Chuinga e Puxa Palavra.
publicado por João Tunes às 17:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 27 de Novembro de 2004

SÉRGIO, OLÉ!

3sergios[1].jpg

Depois de sete meses de sofrimento e afastamento dos pavilhões, após uma lesão gravíssima, Sérgio Ramos (para além do mundo do futebol, o mais qualificado dos nossos desportistas emigrados) voltou a jogar. Hoje, foi apenas um minuto simbólico para que a sua tremenda aficion catalã de Lleida lhe dissesse o muito que lhe quer. A pouco e pouco, recuperando forma, vai voltar a encantar com a sua elegância e profissionalismo e a encestar com os seus triplos que são autênticas obras de arte.

Claro que estou feliz. Muito feliz.
publicado por João Tunes às 22:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

DILEMA MOÇAMBICANO

lthumb.mdf774603[1].jpg

Guebuza ou Dhlakama? E depois? Tudo como dantes, cleptocracia no poder. Em Moçambique, a grande novidade vai ser o Palácio a estrear para a reforma de Chissano.
publicado por João Tunes às 22:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

TOLERÂNCIA OPERÁRIA

r965930741[1].jpg

Terão sido operários, os congressistas de Almada que vaiaram Lopes Guerreiro, comunista e autarca em Alvito (Alentejo) mais Fernando Vicente, do anterior CC e o homem que, no tempo da Pide, bateu o record de tempo na tortura do sono, quando intervieram no Congresso do PCP?

Se foram operários, estão desculpados, o partido é deles. Mandam na sua casa, têm direito a usarem a paciência e a democracia das claques da vanguarda.

Se não eram operários, se assobiaram passaram a ser. Politicamente falando, é claro.
publicado por João Tunes às 21:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

SOCIAL, SA

r24299988[1].jpg

A querela entre igualdade e liberdade já não fará grande sentido. No sentido de as hierarquizar, entenda-se. A história demonstrou um número suficiente de equívocos sobre as prevalências e as vozes das vítimas ainda não se calaram. Deram-se, e ainda se dão, bofetadas a mais na liberdade, em nome da pressa para a igualdade, que julgo que o alimentado binómio já seja peça para museu. Adquirido estará que não há marcha para a igualdade que não passe pela liberdade, enquanto o contrário não é possível. A discussão restará, talvez seja mesmo eterna, sobre o grau de igualdade</i>, o que coloca este valor como meta nunca absoluta, retirando a questão da liberdade para fora da conversa, por redundante ela ser.

O que sobra, e é menos abordado e sentido, é a questão do valor da fraternidade, esse olhar e sentir os outros com olhos que passam pela incapacidade em termos paz e sentirmo-nos bem sem contarmos com o que os outros sentem. No fundo, a capacidade de se entender a mão para apoiar e não para dar empurrões para podermos passar adiante, quanto mais sós melhor, no receio de que o queijo não chegue para todos.

O que os neo-liberais buscam é a desigualdade libertina de se chegarem à frente, presumindo que a frente é toda deles. Por isso, rejeitam o social e o Estado, a protecção aos fracos e indefesos, coisas que só atrapalham os negócios. A menos que, os do Social SA, espreitem uma oportunidade de negócio no que sobra de fraterno. Corrompendo a regra do primado do talento que só pode garantir-se com base na igualdade de oportunidades.
publicado por João Tunes às 21:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds