Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2005

O FABRICANTE DE EMPRESÁRIOS

Mobile_1.jpg

Paulo Portas, no debate a cinco (quatro), invocou mais de uma vez o bom objectivo de se criarem 150.000 novos empresários. Fiz as contas, calculando três assalariados por cada novo empresário, e cheguei à conclusão reconfortante de que, de facto, a solução para o desemprego estava ali.

Mas Portas não explicou, porque a demagogia não pode explicar o quer que seja, como se fabricam tantos empresários de uma fornada e em série. Estará ele a pensar o fabrico de empresários como uma ocupação das OGMA e à mistura com parafusos e porcas para fuselagem de aeronaves?
publicado por João Tunes às 16:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

SOBRE O SOCIAL

serv9a[1].gif

Um olhar largo, calmo e sensato sobre as mutações na sociedade moderna é o que o Miguel mostra aqui.

E uma prova mais que, na blogosfera, também se pensa inteligente e em voz alta. Ou seja, nem tudo é fogacho, embora tudo aqui seja fugaz.

Pela parte que me toca, obrigado Miguel. (embora continue a embirrar com o nome do blogue, porque me lembra um tal Miguel de Vasconcelos…)
publicado por João Tunes às 16:15
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2005

RECOMENDO A QUEM PERMITE QUE SE MEXA NOS TABÚS

sombras.jpg

Esta reflexão lúcida e inteligente. No meu entender, um dos melhores textos lidos na blogosfera.
publicado por João Tunes às 17:13
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

KIOTO

capt.eln10102091417.around_the_world_sailing_record_eln101[1].jpg

O Pedro Ferreira chama, e bem, a atenção para o facto de entrar hoje em vigor o Protocolo de Kioto. E lembra:

“De todos os países europeus Portugal é o que terá de realizar o maior esforço: as emissões situam-se actualmente 40,5% acima dos níveis de 1990, o que implica uma redução de cerca de 1/3 das nossas emissões (mais exactamente 34,7%).”

Entretanto, Kioto esteve fora da agenda de todos os partidos em campanha eleitoral. Depois logo se vê, deve ter sido o raciocínio.
publicado por João Tunes às 17:01
link do post | comentar | favorito
|

GENOCÍDIO?

tumulo[1].jpg

Reparem (só os ilustres) que se foram nos últimos treze meses: Miklos Feher, Bruno Baião, Germano de Figueiredo, Domiciniano Cavem, Fialho Gouveia, Francisco Calado, Adriano Cerqueira, João Santos.

Não fossemos seis milhões, e a etnia corria risco de extinção. Assim, cá vamos dando para as quebras.
publicado por João Tunes às 16:40
link do post | comentar | favorito
|

JUNTA A TUA À NOSSA VOZ

anjos.jpg

Confesso que, por ossos de ofício, oiço discursos do Jerónimo há 30 anos. Ontem - nova confissão - gostei.
publicado por João Tunes às 15:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

COMO SE DISSESSE: SENHORES ELEITORES, TENHAM PENA DE MIM

cadeira.jpg

Do famoso debate de ontem só retenho e evidência da táctica de Santana Lopes:

- Admitir, pela postura, que perdeu.

- Apelar à clemência para com os vencidos (ele), impedindo a goleada do adversário.

Reconheça-se que, em todo o mundo, não deve haver outro político com igual capacidade de vitimização. Mas, a piedade ainda é o que era? A resposta a esta pergunta é, para mim, o mais interessante a saber na noite do dia 20. Não é por nada, mas gostava de saber que povo é o meu.
publicado por João Tunes às 10:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

LENÇOS EM COIMBRA

caminhodepedra[1].jpg

Desta vez, os lenços brancos não eram a pedir despedida de Treinador. Pelos rostos dos que empunhavam os lenços a acenar, lia-se dor de adeus socialmente representado (e encenado, como costume). Muito de nós é assim, assim é.

Mas desejo que o adeus tenha sido sobretudo a um velho Portugal que teima em não se libertar através das crenças mas chorar e acenar, deprimindo-se através delas. Um Portugal desvalido que vem das nossas trevas salazarentas, conformista, mais pronto a ajoelhar que a levantar-se. Porque assim não vamos lá. O retorno não pode ser meio de chegada. E que a representação social da dor em Coimbra tenha sido o último acto de um povo que se habituou a transferir a esperança para o sofrimento, exaltando-o.

Oxalá volte a ver Coimbra com alegria de festejo e empenho. Oxalá não tarde a ver Coimbra com lenços coloridos de projectos e esperanças.
publicado por João Tunes às 00:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2005

OS ÚNICOS

galinha[1].jpg

"Nós somos os únicos socialistas em Portugal".

Mais nada. Disse, está dito. Por Louçã, na profundidade da sua modéstia política.
publicado por João Tunes às 12:24
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

MAIS UM COM PROBLEMAS DE COLO

carrinho.jpg

Protesta Francisco Louçã:

"Com franqueza! Faça-se uma avaliação rigorosa desta campanha eleitoral. Sou eu que sou levado ao colo ou é o Jerónimo de Sousa?"
publicado por João Tunes às 12:11
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds