Sábado, 29 de Janeiro de 2005

VERSÃO NAIF DO M-L

000344[1].jpg

Quem ainda supunha que Jerónimo fosse amostra de novidade relativamente à velha guarda, desengane-se. Ou seja, leia a entrevista com ele no Expresso de hoje. Lá está a versão, autodidacta e pobrezinha, de reduzir o marxismo-leninismo à constatação de que a luta de classes não desapareceu (de Marx, Engels e Lenine, ele só deve ter lido as gordas…). E partilha (ah pois não!) o sentimento de orfandade trágica com Domingos Abrantes sobre o desaparecimento da União Soviética.
publicado por João Tunes às 18:09
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Fascismo Nunca Mais a 2 de Fevereiro de 2005 às 23:28
VIVA A CDU. FASCISMO NUNCA MAIS!!!!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds