Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2005

A MERECER GALHETA

1458163[1].jpg

Pois eu, quanto a galheteiros, também alinho com o compadre Isidoro. Está-se mesmo a ver que ali há mãozinha forçada dada aos embaladores do agro-alimentar.

Nos tempos do antigamente, havia os famosos fiscais do isqueiro, pagos à comissão por multa de falta de licença para porte de arma para acender o cigarro. Na altura, para proteger as fosforeiras. E para criar mais uma casta de gente miúda servil para com o regime, a par dos bufos e outros mais, pagos em moedas na troca da dignidade por uns extras míseros. Irão os herdeiros do Sevinate criar, agora, um bando de cívicos armados em fiscais de galheteiros?

Para mais, o galheteiro ainda se vê porque se olha. E aprecia-se o aspecto, a limpidez, a natureza do líquido e o seu sabor próprio e individualizado. E nas cozinhas? Aí é que, longe da vista, na intimidade do refogado, podem acontecer as mais indignas zurrapadas. E é com o galheteiro na mesa, aquilo que está ali a olhos de semear, é que se inventou mais uma proibição? Galheta neles!
publicado por João Tunes às 17:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds