Domingo, 16 de Janeiro de 2005

PREVISÃO

capt.sge.bjc66.130105193305.photo00.photo.default-389x272[1].jpg

O que as sondagens me mostram e a audições de vozes soltas me revelam é:

- O PSD não tem margem de recomposição (para isso, precisavam que um maluco desse uma navalhada na perna de um cabeça de lista, e mesmo assim…).

- O CDS passa pelo intervalo da chuva sem se molhar (fixa o seu eleitorado de extrema direita beta).

- O PCP só deve perder um ou dois deputados (vai haver baile e fados na Soeiro Pereira Gomes).

- O PS fica-se pela maioria relativa porque não há tempo suficiente para perder as eleições (a refundação do PSD só se vai dar depois das eleições).

- O Bloco de Esquerda cresce e bem, dentro da sua ordem de grandeza, através dos votos em trânsito (obrigado Sócrates, obrigado Jerónimo).

- As forças de esquerda, no seu conjunto, esmagam o valor conjunto dos partidos de direita. Sociologicamente, o País é um pouco mais o que era antes.

Entre todos os perdedores, a ser como aqui se desenha, o grande perdedor é Sócrates. Era o que tinha a bandeja mais recheada. Até para a oportunidade, talvez única, de sacar a maioria absoluta para o PS. E o defeito é mais de Sócrates que do PS. Não tem carisma. Pior, passa a mensagem de arrogante, teimoso e autoritário. Não tem uma linha clara de política de resolução. Não evidencia coerência nem sensibilidade social (essencial para mobilizar o povo de esquerda). Consegue esse quase milagre de equilibrar os votos que lhe entram pelo centro com os que lhe saem pela esquerda.

A previsível derrota de Sócrates e do PS (face às possibilidades de partida) tenderão a gerar mais paradoxos que factores de resolução. Com uma maioria relativa, incapaz de dar uma guinada que possibilite um entendimento com as extremas-esquerdas, fará o quê? Talvez seja a resposta a esta questão o que sobrará de mais interessante para animar o fim de Fevereiro e Março. Além dos espectáculos (que se presumem pouco dignificantes) da luta de punhais dentro do PSD. E o País?
publicado por João Tunes às 00:47
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De valium a 11 de Fevereiro de 2005 às 15:06
Plenamente de acordo com os pressupostos, mas acho que o PS ainda chegará ao "poker" em vez de se contentar com o "fullen". Mas é só achar... não deseja


De jose antnio a 16 de Janeiro de 2005 às 13:21
Cartas na manga. Batota. Especulação. É mais fácil esperar, aguardar.


De mfc a 16 de Janeiro de 2005 às 02:46
Plenamente de acordo com os pressupostos, mas acho que o PS ainda chegará ao "poker" em vez de se contentar com o "fullen".
Mas é só achar... não desejar!


De IO a 16 de Janeiro de 2005 às 01:04
Segundo o 'Expresso', deste sábado, o Sócrates não tem que se assustar...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds