Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2005

CONCORRÊNCIA DESLEAL?

oz.tin.dot.scare[1].jpg

O caso do Juiz Branquinho Lobo merece tratamento com economia e respeito, atendendo ao estado de saúde do senhor. Para mais, sofrendo de doença do foro psiquiátrico, tudo que se diga, em desabono, pode agravar-lhe o padecimento. E, por isso, não verbero que um Juiz considerado incapacitado, tanto que foi aposentado, sirva para excelente Director Nacional da PSP como entendeu o Dr. Pedro Santana Lopes. Se o foi ou não, isso sim, já é de interesse geral. Como saber se os préstimos justificam os honorários acumulados de aposentado com os de Director da PSP.

Mas o mais interessante, neste caso de recuperação de saúde por motivação de mudança de funções, é o depoimento prestado pelo próprio em que disse que adoeceu com a solidão do trabalho judicial e recuperou dos abalos depressivos através do convívio com que passou a beneficiar nas esquadras do País, quando das novas funções.

Já houve tempo de queixas sobre o ambiente cívico e os tratamentos dados nas esquadras portuguesas. Havia polícias a queixarem-se que tinham de atravessar a rua para irem fazer xixi a um café da esquina, muitos foram os queixosos a dizerem de lambadas e caneladas injustificadas e abusadas cometidas por polícias de chanfalho ágil. Pelos vistos, a coisa mudou e muito. As nossas esquadras terão passado a ser centros de terapia anti-depressiva, sítios bons para convívio saudável, um local adequado para um banho de saúde mental. Óptimo. Que se inscreva nas malditas estatísticas europeias, onde andamos sempre lá para o fim, este indicador de qualidade civilizacional.

Já sei o que fazer se uma depressão me bater à porta: vou queixar-me na esquadra que me roubaram os atacadores dos sapatos, estou lá uma horinha a formalizar a queixa, eles vão-me dar o desconto sabido pela prática terapêutica em que se especializaram e convivo com os chapas de turno. Quando sair da esquadra, venho são e como novo. Os psiquiatras de consultório e de manicómio que se cuidem. Reconvertam-se em polícias, enquanto há vagas.
publicado por João Tunes às 11:25
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De th a 14 de Janeiro de 2005 às 12:38
eheheh, eu estou a precisar de insultar um agente (às vezes vontade não me falta) para poder tratar este "abaixamento de disposição". Soube que uma vez um entrou pelo Conde Ferreira aos berros por que queria ser consultado e nunca mais lhe marcavam consulta..., ficou internado...ehehehh...ISTO É DE DOIDOS!
Talvez a gente se encontre lá!...Um abraço th


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds