Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2004

LEMBRETE

Amor.jpg

Como não ter cuidado com o amor possessivo? Todo o poder, mesmo o poder amoroso, corrompe. E o amor absoluto corrompe absolutamente. Nada como a liberdade amorosa. A chatice é que, no amor, as coisas nunca são decididas através do voto.
publicado por João Tunes às 00:33
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De mfc a 22 de Dezembro de 2004 às 01:33
É na base do gentlemen's agreement.
É mais puro, mas menos executável!
Também, nessa área, quem precisa de acções executivas?!


De Diesel a 22 de Dezembro de 2004 às 01:22
É por isso que o amor tende a ser mais complicado que a politica.


De Borboleta a 22 de Dezembro de 2004 às 00:46
Ainda que lamentavelmente concorde com a "teoria" da corrupção (mas passiva no caso do amor) acredito em que existem alguns momentos de racionalidade pura, mesmo no caso do amor em estado bruto, que poderá ser usada quiçá, para evitar corrupções mais dolorosas...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds