Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2004

AINDA SOBRE SOARES

Imagens antigas 038.jpg

Admirável a resenha cronológica que José Pacheco Pereira faz ontem, no Público sobre a vida política de Mário Soares.

Estão lá as principais marcas, o percurso, as voltas e contra-voltas, os acertos e desacertos, a grandeza, a enorme grandeza da personagem.

A Cunhal, irão gabar para sempre a coerência, pedestal em que o empoleiraram desde que deixou de ser uma ameaça política. Em Soares, as incoerências são mais que muitas. Porque viveu variados e contraditórios tempos, sempre na crista da onda do sentir, do pensar e das emoções.

Soares, uma personagem na História, a fazer História. Homem livre e livre das ataduras da teimosia coerente dos erros sem direito a palmatória. Sem Soares, o Portugal de hoje seria impensável. Com ele, temos País. Este País mal amanhado, um bocado de treta, mas País. Enquanto sem a coerência de aço de Cunhal, Portugal seria menos versátil, menos case study, mas bem melhor.
publicado por João Tunes às 00:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds