Terça-feira, 7 de Dezembro de 2004

FIM DE FASTIO

a_new_last[1].jpg

A Lolita enterrou a conversa sobre Fidel ao dizer:

“O seu problema, João Tunes, é, portanto, o da ditadura cubana. O meu não é nenhum. Deixe-me explicar, antes que me arregale outra vez os olhos de espanto: o meu problema, o assunto em questão, não era a ditadura cubana. Era o homem Fidel.”

Isto porque, ao querer discutir o homem Fidel sem discutir a ditadura cubana (ou a revolução cubana, se preferir), só me ocorre parafrasear de memória uma companheira dos blogues:

Lamentavelmente, eu só adquiri consciência de mim depois do homem chamado Fidel Castro ter assaltado o quartel de Moncada e tomado o poder em 1959, de modo que só conheço o género no estado decadente, desinspirado e, não poucas vezes, roçando o claro mau gosto.

E não há pior fastio que o provocado por conversar à volta de um absurdo. Deixo-a na paz do remanso do lar. Feliz, só com os seus amores, porque quanto a ódios, sabemos que lá não têm guarida.
publicado por João Tunes às 12:06
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds