Segunda-feira, 29 de Novembro de 2004

OPERÁRIOS, CANUDOS E GUITARRAS

Image052[1].jpg

Não se trata de ser ou não operário. Ser letrado ou iletrado. Autodidacta ou com canudo. Afinador de máquinas, engenheiro ou doutor.

É uma questão de projecto e de talento. Olhar para frente ou olhar para trás. Abrir ao mundo ou preferir a seita.

Ir buscar a profissão que não se utiliza há trinta anos é coisa de pergaminho de aristocracia vanguardista. Ou desculpa. E quando se recorrem a desculpas antecipadas, mal vai a procissão e pior o sujeito debaixo do pálio. Ou então é o apelo ”desculpem lá qualquer coisinha….” antes de se meter a unha na guitarra.
publicado por João Tunes às 18:36
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. NOVO POISO

. COMPLEXOS DE ESQUERDA

. ONDE MEXE MEXIA?

. AGORA

. ...

. SIM, ZAPATERO

. AO MANEL

. DESGOSTO ANTECIPADO

. CHISSANO ARMADO EM SPARTA...

. DOMINGO ANTECIPADO

.arquivos

. Setembro 2007

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds